Você tem o seu inventário de T.I?

A maioria de pequenas e médias empresas não fazem inventário de T.I, sabe porque? Falta de investimento, crescimento sem ordem, profissionais com pouco investimento… os motivos são vários.

Como gerenciar algo que não se tem ideia do que está sendo gerenciado?

Responda as seguintes perguntas:

  • Quantos computadores tem na empresa?
  • Quantos são desktops e quantos são notebooks?
  • Quais sistemas operacionais estão rodando?
  • Estão atualizados?
  • Quais softwares estão instalados?
  • Todos computadores, noteboks e servidores tem antivírus?
  • Qual o tamanho do HD, quantidade de memória, qual o processador?
  • Qual a idade destes hardwares? Já está na hora de trocar?
  • O hardware destes computadores suportam uma atualização de SO?
  • Quais outros hosts (servidores, switches, impressoras, terminais) estão na sua rede?

 

Com essas perguntas, acabam surgindo outras perguntas:

  • Podemos atualizar para versão mais nova do Windows, Linux, Mac OS ou qualquer outro?
  • Como está o licenciamento dos meus sistemas e softwares?
  • Eu tenho algum programa não autorizado instalado em algum PC?
  • Quantas impressoras eu tenho e quais os endereços delas?
  • Quantos hosts eu tenho na rede?
  • Como está a quantidade de IPs da rede?
  • Preciso renovar meu parque?
  • Quantos PCs preciso comprar?
  • Quais PCs posso fazer um upgrade para melhorar a performance e produtividade?
  • Quem é o dono ou usuário de determinado PC?

 

Geralmente os gestores tem noção da importância de um inventário, mas colocam em segundo plano e vão empurrando com a barriga e no fim sempre acaba sofrendo para gerenciar, sendo mais fácil se existisse um inventário.

Mas porque os gestores de T.I não fazem inventário? A resposta é simples: Falta de ferramenta.

Geralmente não sabem qual ferramenta usar, porque não existe um padrão. Cada um faz de uma maneira diferente.

Aqui vai algumas dicas de ferramentas:

PLANILHAS

Planilha é a primeira coisa que pensamos  quando se fala em fazer inventário, mas não é uma boa ideia, a não ser que tenha 10 computadores na empresa. Imagina colocar na planilha 100 computadores? Não é algo prático para se atualizar. Planilha nunca vai funcionar direito.

FERRAMENTAS “GRÁTIS”

Existe algumas ferramentas como OCS inventory, MSIA e Open-Audit, são ferramentas legais, mas possui algumas demoras nas atualizações, precisa instalar agentes, alta curva de aprendizado e são bem chatas para manter.  É interessante para quem tem poucos computadores e não tem recurso para pagar uma ferramenta.

FERRAMENTAS PAGAS

Algumas mais conhecidas: Dell Kace, SysAid, Lansweeper, são ferramentas muito boas e bem caras também. A vantagem é a facilidade de uso, suporte e atualizações. Se tem 100 computadores ou mais, é interessante fazer essa escolha.

SPICEWORKS

Essa é a dica ninja. É uma ferramenta muito boa, não é necessário agente, somente é preciso instalar e escanear a rede.

Os PCs precisam ter algumas portas e o firewall liberados para a ferramenta precisar escanear, sendo assim, o Spiceworks vai achar tudo e categorizar. Ele pode scanear todo dia ou conforme agendamento. Fazendo com que o inventário fique sempre atualizado.

Spiceworks é uma ferramenta totalmente FREE com uma comunidade se ajudando. A monetização é por propagandas na interface e cobrança quando precisar de suporte.

Você também pode configurar o Proxy do Spiceworks para que ele envie as informações para outro Spiceworks, sendo assim você pode fazer o inventário de TI centralizado para as filiais. Se você presta suporte terceirizado a várias empresas, instala o proxy em cada uma e todas mandam as informações para o seu servidor.

Não deixe de compartilhar!

Leave A Comment